top of page

3 Formas de Melhorar a Sua Vida Sexual

Atualizado: 25 de ago. de 2021

Mais de 43% das pessoas relatam um declínio na qualidade de sua vida sexual desde o início da pandemia, segundo um estudo do Instituto Kinsey da Universidade de Indiana. Isto não será surpresa dado que sabemos que as preocupações, o stresse, a ansiedade e a depressão em geral, levam a uma diminuição da líbido.


A incerteza, a angústia, os receios, levam o nosso cérebro a focar-se nos problemas e no desconforto, e esta negatividade empurra-nos para longe do prazer e do desejo sexual.


Mesmo retirando o fator Pandemia, uma vida stressante, a correr para todo o lado, não tende a trazer-nos a conexão, satisfação e bem-estar que esperamos da nossa vida sexual.


Para conseguir essa conexão e satisfação pode treinar técnicas como: atenção plena, saborear o momento, toque intencional e comunicação.



Aqui estão algumas dicas para treinar seu cérebro a mergulhar no prazer e em experiências positivas.



Mindfulness


Estudos sugerem que praticar mindfulness pode "melhorar significativamente o desejo sexual e outros índices de resposta sexual" em mulheres e é uma "via de tratamento potencialmente promissora para homens com disfunção erétil situacional".


Ao longo do dia, foque-se no seu corpo, aqui e agora, descontraia os músculos que estão mais tensos, respire fundo, aprecie essa descontração, sinta os pés sobre o solo, ou o seu corpo sobre a cadeira. Desacelere e aprecie verdadeiramente os prazeres do dia-a-dia; o cheiro do café, o calor da água do banho na pele, o aroma do creme, o toque da roupa no corpo, o calor do sol na face, o sabor da refeição… Pause e saboreie o prazer diário quando ele surgir, diminuindo a velocidade para realmente aproveitar as sensações.


Leve esta prática da consciência plena para o sexo. Esta prática simples pode aumentar potencialmente o seu prazer e a qualidade da sua experiência sexual, em vez de se perder em pensamentos marginais e perturbadores. À medida que se sintoniza mais com o prazer na sua vida quotidiana, é mais provável que você queira partilhar esse prazer com o/a seu/sua parceiro/a.



Toque intencional


Estamos todos programados para nos conectarmos com outras pessoas fisicamente. Contudo, muitas vezes, acabamos por dar um beijo de fugida, um abraço rápido…


Também na sequência do Mindfulness, passe a prestar mais atenção ao toque, crie mais sensualidade nas suas interações físicas; demore mais o beijo; olhe o seu par nos olhos; em vez de deixar a mão na perna do outro, enquanto veem televisão, acaricie-lhe a perna; no abraço, permita-se sentir o corpo do outro e aproveite para o acariciar, façam algumas respirações profundas em conjunto; marquem um encontro periódico especificamente para uns bons amassos. Durante estes encontros retire a pressão do sexo, o objetivo é apenas namorar, acariciar e beijar. Mantenha a conversa reduzida ao contexto. Traga atenção plena para a experiência e lembre-se de respirar e relaxar.



Comunicação


A falta de comunicação pode limitar o prazer, a intimidade, a satisfação e a diversão no sexo. Expressar o que você deseja sexualmente e interessar-se por aquilo que o seu par deseja são maneiras infalíveis de avançar em direção a uma sexualidade mais plena e satisfatória.


Claro que falar sobre sexo não é fácil para a maioria de nós. Embora a sexualidade seja um fator básico para a felicidade, ainda é um assunto tabu que pode associar-se a vergonha e insegurança que surge quando tentamos dar voz às nossas necessidades e desejos sexuais. Para melhorar a qualidade da sua vida sexual, é preciso cultivar a habilidade de comunicar sobre o que gostamos e o que não gostamos.


Falar sobre sexo não é uma conversa para se ter durante o sexo. Pode fazê-lo em qualquer outra altura, mas sugiro que o façam imediatamente antes ou logo depois. Não julgue que uma conversa, mais ou menos longa, chega para a vida toda, comunicar é um processo contínuo e persistente.


Podem começar falando do que mais gostam na vossa prática habitual, conectando-se positivamente com o que está a funcionar bem. E depois passem para aquilo que gostariam que acontecesse, aquilo que gostariam de explorar. Estas ideias são apenas convites e devem ter em consideração a aceitação e os limites do outro. A exploração da experiência deve ser acompanhada, na prática, de comunicação clara e de suporte.


Se achar que estas conversas perturbam a vossa conexão e levam a conflitos, será conveniente consultar um terapeuta de sexualidade, para ajudar a ultrapassar alguma barreira.



De forma geral esta habilidade de comunicação clara e gentil melhora a satisfação com a vida sexual, mas também toda a vossa interação.


E lembre-se, melhorar a vossa sexualidade não é uma corrida de 100m, é mais uma maratona, não se atire a uma revolução massiva e apressada, tome pequenas ações possíveis a cada dia e seja persistente.



Deixe aqui o seu comentário e as suas perguntas.

0 comentário

Comments


Arquivo

bottom of page