top of page

As mulheres são de Vénus

É comum os homens queixarem-se de que as mulheres falam muito, misturam os assuntos, não aceitam as soluções e depois ainda se queixam que os homens não as escutam!


Quando uma mulher tem um problema, tende a juntar-lhe várias angústias e frustrações, adicionando as várias emoções desagradáveis que foi acumulando ao longo de um período de tempo. Esta sobrecarga leva-a enumerar todas as questões que a incomodam, que se foram empilhando e deixando confusa, abatida e exausta.



Quando uma mulher fala sobre os seus problemas quer apenas confidenciar, descarregar o stresse que acumulou. À medida que ela fala livremente e explora as várias questões que a perturbam, vai conseguindo descarregar toda essa tensão, vai ganhando clareza, os problemas começam a perder dimensão, a sua mente acalma-se e ela ganha forças para enfrentar as situações que a perturbaram. O que ela precisa é de ser escutada, sentir a empatia do seu parceiro, perceber que ele compreende como as situações a afetam.

Isto deixa os homens confusos! Os homens só falam dos seus problemas quando estão à procura de ajuda para os resolver, por isso, têm dificuldade em compreender esta necessidade feminina de falar sobre aquilo que as incomoda só com o objetivo de desabafar.

Os homens tendem a reagir de 2 formas:


1. dão uma solução, porque é o que eles normalmente procuram quando desabafam os seus problemas. Dizem coisas do tipo “faz uma reclamação”; “não voltes lá”; ou “corta relações com essa pessoa”. Quando ele propõe uma solução, e ela continua perturbada, é cada vez mais difícil para ele ouvi-la, porque a sua solução está a ser rejeitada e ele sente-se inútil, sente que a sua competência está a ser posta em causa. Acha que ela não confia no seu discernimento, sente-se desvalorizado e deixa de se importar com os problemas dela, diminuindo a sua disposição para a ouvir.

2. minimizam as questões, porque acham que devem mostrar-lhe que o problema não é assim tão grave e porque consideram incompreensível que possam coexistir tantos temas sobre uma dada situação. Os homens tratam uma questão de cada vez, não têm o hábito de misturar vários problemas no mesmo saco. Então dizem coisas do tipo: “não ligues a isso”; “isso não é importante” ou “não te sintas assim”.

Qualquer das duas reações masculinas não tende a ser bem acolhida! É até mais uma frustração a juntar às queixas dela e um claro motivo para iniciar uma discussão.

O que as mulheres interpretam:

  • Dar uma solução para o problema significa que você está a tentar fechar o assunto, que não está disponível para continuar a escutar e, portanto, não lhe está a dar o apoio que ela necessita. Dar uma solução é uma forma de invalidar o que ela está a sentir porque se já tem uma solução não vale a pena continuar a explorar estas emoções. Mas ela não está a procurar uma solução, está a desabafar, está a processar essas emoções até se sentir melhor. As mulheres falam dos problemas para sentirem maior proximidade, não para arranjar soluções.


  • Minimizar as questões que mais a perturbam neste momento é um erro crasso! Ela vai sentir você não lhe dá importância, que não é compreendida nem aceite. Acha que você não a apoia, não se preocupa e não a escuta.

Uma mulher que está aborrecida e quer falar sobre os seus problemas, não está à procura de soluções, quer apenas desabafar e, gradualmente, vai sentir-se melhor. Ela não precisa que a consertem.


Reinvente o amor na sua vida!

0 comentário

Comentarios


Arquivo

bottom of page