top of page

4 formas de melhorar a sua autoavaliação

Atualizado: 14 de out. de 2020

Uma competência essencial para desenvolver autoconsciência é a autoavaliação.


A autoavaliação permite-nos compreender os nossos talentos, as nossas forças, e usá-los a nosso favor, por outro lado, permite-nos reconhecer os nossos pontos fracos. Isto significa que nos dá a consciência necessária para encetar esforços no sentido de treinar ou aprender as aptidões de que precisamos, para atingir os nossos objetivos.



4 formas de melhorar a nossa competência de autoavaliação


1. Atitude Reflexiva

Pense um pouco. Está consciente das suas forças e das suas fraquezas?

Se a resposta imediata, na sua cabeça, foi “sim, claro!” então pense de novo. A resposta a esta pergunta exige reflexão contínua, com base nos resultados diários das nossas atividades.

  • Os resultados, que obtive hoje, estão de acordo com as minhas expectativas?

  • O que poderia ter corrido melhor?

  • O que me impediu de obter melhores resultados?

  • O que vou fazer diferente da próxima vez?

Este tipo de questões permite-nos aprender com a experiência e fazer uma aproximação sucessiva à competência de autoavaliação.

2. Peça feedback 

Outra forma poderosa de melhorar a nossa autoavaliação é pedir opinião aos outros sobre o nosso desempenho.

Tome o cuidado de escolher pessoas que serão honestas na sua avaliação e mantenha uma atitude aberta e de escuta ativa. Lembre-se de que, se não aceitar bem as críticas, perde a oportunidade de aprender e da próxima vez não terá uma opinião sincera.

Quando pedir feedback, tente sempre recolher o máximo de informação. Pergunte “em que situações?”, “especificamente em quê?” “como fiz, exatamente?” “como deveria/poderia ter feito?”

Se a opinião da outra pessoa não estiver de acordo com a sua expectativa ou com os seus esforços, tenha em atenção que o que efetivamente conta, não é a nossa intenção, é aquilo que os outros interpretam do nosso comportamento.

Se a minha intenção é ser simpática com outra pessoa, mas ela acha que eu sou antipática, então é porque não usei os comportamentos adequados ao meu objetivo. Avalie o que pode fazer melhor e volte a experimentar, até conseguir obter o resultado que ambiciona.


3. Mantenha a mente aberta

Para fazer uma autoavaliação honesta é obrigatório manter a mente aberta, aceitar outras formas de ver as coisas, aceitar que há pessoas com perspetivas do mundo diferentes das nossas. Talvez seja isso que lhe está a fazer falta.

  • Que tal experimentar ver o problema por outra perspetiva?

  • Que tal focar-se numa forma diferente de fazer as coisas?

  • Ter muitas certezas cega-nos a capacidade de aprender e evoluir.


4. Use o sentido de humor

Quando cometemos um erro não precisamos de desistir, de achar que toda a gente vai pensar mal de nós, que não somos capazes… só não erra quem não tenta. De facto, “se quer uma receita para o sucesso, duplique a sua taxa de fracassos” - Thomas J. Watson. 

Use o seu sentido de humor, seja capaz de se rir de si próprio e das suas desastrosas tentativas de sucesso, é uma boa forma de manter a serenidade e seguir tentando até acertar.

Reinvente a sua vida!

Deixe o seu comentário

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Arquivo

bottom of page